SÓ HOJE 10% DE DESCONTO

USE O CUPOM: SEXTA.FULL

00
Horas
00
Minutos
00
Segundos

Bem vindo ao
Blog da FULL.

Aprenda, crie e cresça seu negócio na internet.

Encontre conteúdos, dicas, tutoriais e novidades sobre as principais ferramentas Wordpress

Hospedagem Compartilhada x Hospedagem em Nuvem – Qual você deve escolher?

Você está em:

Hospedagem Compartilhada x Hospedagem em Nuvem – Qual você deve escolher?
Hospedagem Compartilhada x Hospedagem na Nuvem - Qual você deve escolher para o seu site WordPress?

Hospedagem WordPress, hospedagem compartilhada vs hospedagem em nuvem, bem-vindo ao mundo ou enigmas e mistérios. A hospedagem do WordPress é quase um pesadelo para qualquer usuário do WordPress que não seja versado o suficiente em todas as variantes que existem nesse mercado.

Então, você quer hospedar seu novo site WordPress e quer saber qual é a melhor alternativa para o seu projeto? Neste artigo, farei o possível para esclarecer as principais diferenças entre hospedagem compartilhada e hospedagem na nuvem e explicar em detalhes por que você pode precisar de um ou outro, dependendo do seu projeto. Espero que ao ler este artigo você esteja muito mais preparado para lidar com todas as alternativas e o mais importante, esteja pronto para fazer perguntas importantes às empresas de hospedagem na esperança de ter uma ideia muito melhor do que você está recebendo em, antes de entrar nele!

O que é Hospedagem Compartilhada?

Hospedagem compartilhada é o processo de ter seu site hospedado em um servidor junto com os sites de outros usuários. Especificamente um servidor dedicado é usado para seus arquivos, seus bancos de dados e seus e-mails junto com outros usuários, basicamente compartilhando recursos. Como a natureza da hospedagem é otimizar o uso de recursos, usar um servidor dedicado para um único cliente não é ideal para o provedor de hospedagem. Assim, nasceu o conceito de hospedagem compartilhada em que um grupo de usuários compartilha um servidor comum.

Nesta situação o usuário está compartilhando recursos do referido servidor com o restante do grupo naquele servidor, isto é o que é mais comumente conhecido como nó.  Como a maioria dos servidores dedicados são poderosos o suficiente para hospedar centenas de usuários ao mesmo tempo sem suar a camisa, essa é uma prática aceitável.

No mundo da hospedagem compartilhada, os usuários de um servidor compartilhado geralmente são gerenciados pelo que é chamado de painel de controle . Para isso, as empresas de hospedagem compram e usam painéis de controle de hospedagem comuns. Existem muitos painéis de controle de hospedagem bons e conhecidos, mas os mais populares são o  cPanel e o Plesk Onyx . Alguns bons exemplos de painéis de controle gratuitos são o VestaCP e o Centos Web Panel, mas você provavelmente não os verá com tanta frequência devido à sua natureza gratuita.

Hospedagem Compartilhada x Cloud: cPanel

O painel de controle é responsável por controlar recursos e segurança para manter todos os clientes em situação regular (de acordo com os termos do plano de hospedagem de cada usuário). O painel de controle também é responsável por gerenciar e-mails e ações de domínio relacionadas a DNS e afins.

Então, resumindo: a hospedagem compartilhada é composta por um servidor (chamado de nó) no qual um grupo de usuários está compartilhando recursos por meio de um painel de controle.

Quais são os benefícios da hospedagem compartilhada?

A hospedagem compartilhada pode ser mais rápida que a hospedagem na nuvem, dependendo da qualidade e dedicação da empresa de hospedagem. Isso pode ser verdade porque o gerenciamento de recursos de servidores dedicados, se feito corretamente, garante menos latência. Além disso, uma configuração realmente boa será mais rápida que uma estrutura de nuvem pelo princípio da complexidade. Ter uma estrutura menos complexa por trás do processo de hospedagem de um site reduzirá a latência e aumentará o desempenho.

Existem desvantagens de hospedagem compartilhada?

O problema é que a maioria das empresas não joga limpo com isso. Eles geralmente tentam maximizar os lucros e, ao fazê-lo, tentam colocar o máximo de usuários possível em cada nó. Isso aumentará efetivamente a latência, pois os servidores podem estar funcionando com capacidade total. Também introduz outro problema: a segurança. Ter muitos usuários em um único servidor pode ser problemático por motivos de segurança. Isso pode ser mitigado com o uso de versões especiais do Linux para controlar a alocação de recursos, como o Cloud Linux. Além disso, a Hospedagem Compartilhada não é ideal se você precisar executar cenários específicos, por exemplo, um servidor de aplicativos dedicado para seu novo aplicativo.

Melhor Hospedagem Compartilhada

Hospedagem Bluehost

HOSPEDAGEM COMPARTILHADA BLUEHOST

Um dos maiores e melhores exemplos de hospedagem compartilhada é o Bluehost. Esta popular opção de hospedagem na web oferece hospedagem compartilhada fácil de usar para todos os tipos de sites, incluindo aqueles executados no WordPress. Quer ver este plano de hospedagem em ação? Confira nosso guia Bluehost para saber mais.

O que é hospedagem em nuvem?

Cloud Hosting é a arte de usar um grupo de servidores para hospedar um grupo de usuários. Na Cloud Hosting, as empresas costumam oferecer um serviço privado em que o cliente pode ter um conjunto de ferramentas personalizadas para configurar o seu próprio servidor virtual privado. Os serviços de Cloud Hosting usam o conceito de pequenas máquinas nas quais você pode abrir um “servidor de aplicativos” para fins específicos ou criar, suspender e destruir seus servidores virtuais com facilidade. Isso é ideal para desenvolvedores e pessoas que precisam usar recursos específicos, seja para hospedar um site ou um aplicativo.

Os serviços de Cloud Hosting oferecem recursos em termos de espaço de armazenamento, desempenho de armazenamento, largura de banda disponível, número de CPUs e assim por diante e você é cobrado pela quantidade de recursos versus o tempo gasto com eles. Quanto mais poderosas as CPUs virtuais, memória e desempenho de armazenamento, maiores os custos. Nesse contexto, os serviços em nuvem funcionam como construir seu próprio PC virtualizado, onde você adiciona coisas até que o preço versus o desempenho atinja seu objetivo.

Nesse tipo de cenário, os servidores são virtualizados para que os recursos também sejam virtuais. Isso significa que, quando houver demanda de recursos suficientemente alta, a empresa de hospedagem poderá  adicionar novos servidores ao  nó virtual para expandir a quantidade de recursos sem precisar mover os clientes para fora desse nó. Esse tipo de configuração é ideal para expansão, pois a empresa não precisa se preocupar com recursos e não precisa realocar usuários. Uma estrutura de nuvem pode ser expandida e expandida não apenas para alguns servidores, mas para centenas deles!

Hospedagem Compartilhada x Hospedagem em Nuvem: Nó Virtual

Nuvem Pública vs Nuvem Privada

A hospedagem na nuvem pode ser dividida em Pública vs Nuvem. Na maioria dos exemplos de Cloud Hosting, a empresa que oferece esses serviços emprega modelos de nuvem pública . Isso significa que eles extraem recursos de um pool de servidores virtuais disponíveis publicamente. Esta mesma rede pública é usada para transmitir dados. A segurança é tratada para garantir que os dados sejam mantidos em sigilo. Um bom exemplo disso é o Cloudways, um serviço baseado em outros serviços Cloud (sobre os quais falaremos daqui a pouco).

Em uma nuvem privada , a empresa possui a rede em nuvem e os serviços são mais adequados para aplicações onde a segurança é primordial. Nuvens privadas geralmente são estruturas personalizadas que não dependem de redes de nuvem externas.

Quais são os benefícios da hospedagem na nuvem?

O principal benefício de ter uma estrutura de Cloud instalada é que as empresas nunca precisam se preocupar com a capacidade do nó. Nesse tipo de cenário, eles simplesmente precisam adicionar outro servidor à estrutura virtual. Isso reduz efetivamente a alocação de recursos e aumenta a capacidade sem nenhuma alteração no painel de controle ou nos usuários do nó.

Como a hospedagem na nuvem é orientada a recursos, você pode parar de usar um recurso e não será cobrado. Isso ocorre porque você é cobrado pelo uso de recursos, enquanto na hospedagem compartilhada você é cobrado um valor fixo (independentemente de usar um recurso ou não).

E há desvantagens de hospedagem em nuvem?

A principal desvantagem da estrutura de nuvem é a complexidade. Ter tantos servidores online com tudo virtualizado pode dificultar para uma empresa descobrir onde reside um problema, pois os mesmos dados são divididos e armazenados de forma virtualizada. Esse tipo de estrutura adiciona latência. Para sites críticos onde o desempenho é um imperativo, uma estrutura de nuvem pode ter resultados abaixo do ideal. Outro problema com o Cloud Hosting é que ele tende a ser mais caro do que as alternativas compartilhadas. 1 GB de espaço em uma hospedagem compartilhada geralmente é mais barato que 1 GB de espaço em um Cloud Service.

Além disso, a maioria dos serviços de Cloud Hosting não inclui serviço de correio. Para isso, você precisa criar máquinas virtuais separadas para esse fim (ou adquirir um serviço), onde a maioria das hospedagens compartilhadas inclui administração de email por padrão.

Melhor Hospedagem em Nuvem

Hospedagem Cloudways

HOSPEDAGEM EM NUVEM CLOUDWAYS

Se você está procurando por hospedagem na nuvem confiável e acessível, não há nada melhor do que Cloudways. A oferta de hospedagem em nuvem top de linha (DigitalOcean, AWS, Google Cloud, etc) com uma interface fácil de usar para que você possa gerenciar melhor seus sites. Saiba mais em nossa análise completa do Cloudways .

E agora um dilema

Tudo isso é lógico e compreensível, mas as empresas de hospedagem normalmente não oferecem planos de hospedagem compartilhados versus em nuvem. No mundo de hoje, muitos hosts estão começando a misturar serviços compartilhados com serviços de hospedagem em nuvem de uma maneira que não é mais tão fácil de distinguir. Por exemplo, agora é aceitável criar contextos virtualizados nos quais um único nó, gerenciado como um Serviço de Hospedagem Compartilhada, agora consiste em uma série de servidores dedicados, virtualizados. Esse tipo de configuração é quase idêntico ao que as empresas de hospedagem em nuvem estão fazendo com seus serviços.

Isso pode criar um cenário em que você está pagando por um serviço de hospedagem compartilhada que basicamente se comporta como hospedagem na nuvem, mas é executado por trás de um painel de controle. Além disso, algumas empresas virtualizaram o painel de controle dentro de um VPS para que você nem tenha uma distribuição justa de recursos porque o servidor real onde o painel de controle reside não está disponível diretamente, apenas uma parte dele!

O que fazer com isso?

Em última análise, não importa o que a empresa faz com os servidores. Sejam servidores dedicados atuando como nós puros ou uma verdadeira estrutura de hospedagem em nuvem, o que realmente importa é quão bem a empresa gerencia todo o pacote. Um bom serviço de hospedagem na nuvem pode funcionar perfeitamente até mesmo para os usos mais exigentes. O mesmo pode ser dito de uma boa hospedagem compartilhada rodando em nós de hardware reais. É a qualidade da empresa de hospedagem e seu compromisso com os usuários que faz toda a diferença no mundo.

Então, a hospedagem compartilhada ou na nuvem é melhor para mim?

Vamos ver, você tem um novo site WordPress que deseja colocar online. Sua preocupação mais importante agora é preço e desempenho. Nesse tipo de cenário, a hospedagem compartilhada é provavelmente sua melhor aposta, pois você está reduzindo custos ao contratar um serviço que precisa de menos recursos para controlar cada nó (o que se traduz em melhores preços por usuário).

Por outro lado, se você é uma empresa ou um indivíduo que precisa configurar sites e aplicativos rapidamente, um serviço de hospedagem na nuvem o atenderá melhor. Os painéis de hospedagem em nuvem geralmente são mais bem preparados para criar e hospedar as configurações mais selvagens sem que você precise se preocupar com nada. Apenas lembre-se de que você precisará configurar um servidor de e-mail por conta própria, pois a maioria dos serviços de hospedagem em nuvem não oferece um.

Encerrando a hospedagem compartilhada versus a hospedagem na nuvem

Esteja você usando hospedagem compartilhada ou em nuvem, a boa notícia é que ambos os serviços não são mutuamente exclusivos. A hospedagem compartilhada é maravilhosa para hospedar vários sites que precisam de opções gerais para e-mails, encaminhamento, controle de DNS, FTP e serviços de banco de dados. Os serviços de hospedagem em nuvem são mais orientados ao desenvolvedor e podem ser excelentes para hospedar aplicativos ou sites para fins específicos. Devido à natureza de ambos os serviços, eles geralmente funcionam bem juntos. Por exemplo, para hospedar um site e um aplicativo ao mesmo tempo ou por ter que controlar um site que se conecta a uma loja. O que é ainda melhor é que a maioria das empresas hoje pode oferecer os dois serviços ao mesmo tempo.

Para resumir os pontos positivos do Cloud Hosting , você cria configurações personalizadas, controla os recursos que acessa e pode até pausar recursos para reduzir custos. A única desvantagem real aqui é que os recursos tendem a custar mais do que na hospedagem compartilhada.

Com  a Hospedagem Compartilhada você recebe um melhor equilíbrio de serviços mais adequados para sites e serviços tendem a ser mais baratos que a hospedagem na nuvem. No entanto, o negativo é que você não pode controlar recursos nem iniciar ou interromper serviços como na hospedagem na nuvem.

Seja qual for o serviço que você escolher, agora você tem uma ideia muito melhor dos prós e contras. O que você prefere? Quais são seus pensamentos sobre hospedagem compartilhada versus hospedagem em nuvem? Por favor, compartilhe suas opiniões nos comentários abaixo!

Aprenda com a FULL.

Junte-se a mais de 50 mil pessoas que recebem em primeira mão as principais ferramentas e tecnologia para desenvolvimento web

O meu carrinho
🎁 Faltam 300,00 para liberar o Cupom Secreto
O seu carrinho está vazio.

Parece que ainda não tomou uma decisão.