SÓ HOJE 10% DE DESCONTO

USE O CUPOM: SEXTA.FULL

00
Horas
00
Minutos
00
Segundos

Bem vindo ao
Blog da FULL.

Aprenda, crie e cresça seu negócio na internet.

Encontre conteúdos, dicas, tutoriais e novidades sobre as principais ferramentas Wordpress

Como proteger sua área de administração do WordPress

Você está em:

Como proteger sua área de administração do WordPress
Como proteger sua área de administração do WordPress

Proteger sua área de administração do WordPress e sua página de login contra ataques é vital. No entanto, embora os hackers sejam um grande risco de segurança, eles não são os únicos. Para sites que fornecem registro de usuários, você também precisará proteger a área de administração contra os próprios usuários. Os problemas de segurança resultantes de usuários aprovados são chamados de ‘intrusões não maliciosas’.

Felizmente, você pode fortalecer seu site de maneira rápida e fácil implementando algumas dicas de bom senso e instalando alguns plugins para ajudar. Ao considerar aspectos como suas credenciais de login e eliminar ataques maliciosos em sua origem, você tornará seu site mais seguro para todos que o usarem.

Neste artigo, discutiremos primeiro por que você deve proteger suas páginas de administrador e de login e, em seguida, forneceremos cinco dicas para ajudar a proteger seu site para sempre. Vamos começar!

Por que você deve proteger sua área de administração do WordPress (e página de login)

Uma tela de login do WordPress mostrando um erro.

Assim como a porta da frente de sua casa, sua página de login do WordPress é provavelmente o elo mais fraco da cadeia quando se trata de acessar seu site. Sua tela de administração representa a primeira sala que alguém entrará, o que significa que bloquear ambas é crucial para a segurança. As consequências de não fazê-lo são inúmeras, incluindo perda de clientes, usuários ou informações pessoais, danos à funcionalidade do seu site e até mesmo sua remoção completa. Além disso, a erosão da confiança do cliente pode ser catastrófica para seus resultados.

Por fim, vale ressaltar que os ataques de força bruta são uma forma popular de obter acesso não autorizado a um site, portanto, várias dicas aqui se concentram em manter seu site protegido disso.

Se você é novo no WordPress, entender como proteger seu site pode ser assustador. Para desmistificar o processo, descrevemos cinco dicas que você pode implementar para proteger seu site. Vamos dar uma olhada!

1. Escolha nomes de usuário e senhas fortes

Em última análise, credenciais fortes são uma longa sequência de caracteres aleatórios, às vezes contendo números e símbolos. Em comparação com senhas curtas, exemplos fortes são difíceis para um hacker adivinhar, dificultando o acesso à sua conta. É uma preocupação urgente, pois 69% dos adultos online não consideram o quão seguras são suas senhas. Em suma, credenciais fracas deixam seu site aberto a um risco facilmente evitável.

Além disso, todas as credenciais de usuário do seu site são importantes – não é bom para você ter um nome de usuário e senha fortes se outra conta de administrador tiver uma fraca.

O site 1Password.

Felizmente, garantir que seus nomes de usuário e senhas estejam atualizados é bastante fácil:

  1. Oculte seu nome de usuário. Altere qualquer nome de usuário padrão de admin para algo mais difícil de adivinhar.
  2. Use uma senha longa e difícil de adivinhar. Você pode usar um site como o Strong Password Generator  – embora o WordPress também contenha um gerador de senha estelar e muitos navegadores tenham seus próprios sistemas. Lembre-se de que o comprimento é um fator primordial em uma senha segura.
  3. Armazene sua senha em um local seguro.  Embora isso não seja estritamente necessário para criar credenciais fortes, armazenar suas senhas com segurança é igualmente importante. Para isso, dê uma olhada no LastPass ou 1Password para ajudá-lo a gerenciar todas as suas senhas facilmente.

Claro, este não é o único método à sua disposição para proteger sua área de administração. Vejamos outra maneira de restringir o acesso.

2. Adicionar autenticação de dois fatores (2FA) para bloquear logins não autorizados

2FA é um método de proteger sua conta solicitando um código ou token exclusivo por meio de seu dispositivo inteligente. Isso significa que sempre que você fizer login, o WordPress pode ter certeza de que é você, e não um hacker ou outro indesejável.

O plug-in Keyy.

Tal como acontece com outros métodos de segurança, existem muitos plugins que podem ajudá-lo a implementar o 2FA:

  1. Autenticação de dois fatores : Este plug-in funciona com o Google Authenticator para fornecer códigos com tempo limitado para acesso de login.
  2. Keyy : Esta solução exclusiva parece eliminar completamente as credenciais, usando seu dispositivo inteligente exclusivamente para fazer login.

Em suma, você desejará experimentar primeiro um plug-in 2FA padrão e, em seguida, gravitar para outras soluções, como o Keyy, quando estiver confortável. Além disso, alguns plugins como Wordfence e Jetpack incluem esse recurso, então vale a pena conferir também.

3. Limite o número de tentativas de login para restringir ataques de força bruta

Simplificando, os ataques de força bruta procuram adivinhar suas credenciais iterando em todas as combinações possíveis. É um método popular de hackear um site e significa que limitar o número de vezes que um usuário pode fazer login é uma maneira simples e eficaz de impedi-lo.

O site Wordfence.

Quanto a como evitá-los, mais uma vez os plugins vêm em socorro. Aqui estão nossas recomendações:

  1. Jetpack : Entre outros recursos, o Jetpack oferece  vários módulos que restringirão as tentativas de força bruta e monitorarão seu site para eles.
  2. Segurança iThemes : Este plugin tudo-em-um não só permite limitar as tentativas de login, mas também permite banir usuários suspeitos.
  3. Segurança do Wordfence : Juntamente com as restrições de ataque de força bruta, este plug-in abrangente também apresenta uma infinidade de outros recursos vitais relacionados à segurança.
  4. BruteGuard : Este plugin protege você contra ataques de força bruta conectando seus usuários para rastrear tentativas de login com falha em todos os sites WordPress que o usam, construindo uma rede protetora que aprende e fica mais poderosa do que mais pessoas estão usando.

Há outro método para impedir ataques intrusivos em seu site – cortando-os na passagem. Vejamos isso com mais profundidade.

4. Implemente um firewall de aplicativo de site (WAF) para proteger seu site contra injeções de código

Uma injeção de código é o que parece: código que é usado para alterar a funcionalidade do seu site e pode ser devastador. Em poucas palavras, um WAF oferece uma barreira ao seu site para bloquear esses e outros tipos de ataques antes que eles atinjam seus arquivos.

O plugin All in Once WP Security & Firewall.

Alguns plugins (como Wordfence), incluem um WAF como padrão. No entanto, existem muitas outras opções para escolher, como:

  1. NinjaFirewall : Este plugin dedicado é um firewall autônomo que fica na frente do WordPress e é apresentado como um “verdadeiro WAF”.
  2. Segurança Anti-Malware e Firewall de Força Bruta : Este plugin não apenas inclui um WAF sólido que é atualizado continuamente, mas também protege contra ataques de força bruta.
  3. All in One WP Security & Firewall : O nome diz tudo – inclui um gerador de senhas, verifica se há nomes de usuário fracos, protege contra ataques de força bruta e também possui um WAF forte.

Resumindo, não há desculpa para não proteger seu site, e implementar um WAF é uma das melhores maneiras de fazer isso.

5. Use as funções de usuário do WordPress para limitar os recursos da conta em seu site

Para cada conta que acessa seu site, você pode definir uma função de usuário definida com um conjunto de recursos que limitam o que a conta de usuário pode fazer. Isso significa que os usuários terão acesso apenas ao que precisam para realizar seu trabalho – claramente um aspecto fundamental da segurança do site.

O plug-in Editor de função de usuário.

Assim como as outras dicas desta lista, começar é muito fácil:

  • Defina as funções de usuário corretas antecipadamente, para oferecer acesso apenas ao que um usuário precisa e nada mais.
  • Use um plug-in como  User Role Editor ou WPFront User Role Editor  para personalizar o acesso que determinadas funções têm.
  • Verifique regularmente se há contas não utilizadas e exclua-as.

Em suma, definir funções de usuário não precisa ser difícil e pode oferecer mais segurança à sua área de administração.


Quando se trata de segurança, sua principal preocupação deve sempre ser manter o acesso não autorizado à distância, independentemente de onde ele venha. As consequências de não fazer isso podem ser catastróficas para seu site, classificação de pesquisa e receita potencial.

Neste artigo, discutimos cinco dicas para proteger habilmente sua área de administração. Você tem mais dicas para ajudar a proteger sua área de administração do WordPress? Conte-nos sobre eles na seção de comentários abaixo!

Aprenda com a FULL.

Junte-se a mais de 50 mil pessoas que recebem em primeira mão as principais ferramentas e tecnologia para desenvolvimento web

O meu carrinho
🎁 Faltam 300,00 para liberar o Cupom Secreto
O seu carrinho está vazio.

Parece que ainda não tomou uma decisão.